Search
segunda-feira 21 setembro 2020
  • :
  • :

Caps de Sumé movimenta semana antimanicomial

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial é celebrado em 18 de maio. O movimento caracteriza-se pela luta dos direitos das pessoas com sofrimento mental e combate a ideia de que é preciso isolar a vítima com algum transtorno mental em manicômios.

Foi pensando nisso que a Secretaria de Saúde de Sumé, por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), promoveu uma série de eventos e debates sobre o tema em questão.

As atividades aconteceram em vários espaços públicos do município. Na quarta-feira (15), pela manhã, os usuários do CAPS expuseram, na Praça José Américo, trabalhos artesanais desenvolvid

os por eles, além da venda de mudas de plantas oriundas do Projeto Sumé Flores.

Flávio Farias Cordeiro, paciente do CAPS há 6 meses, disse que tem aprendido muito no Centro, fazendo muitos desenhos inclusive.  Os quadros que eles pintaram à mão foram todos expostos aos visitantes na Praça José Américo.

A coordenadora do CAPS, Lorena Marques, afirmou que esse movimento representa um símbolo de luta pela vida dessas pessoas vítimas de transtorno mental, para que elas sejam reinseridas na sociedade, sendo tratadas com respeito e vivendo com dignidade humana.

Atualmente, cerca de 70 usuários frequentam o CAPS de Sumé. “A evolução clínica e psicológica de muitos deles tem sido surpreendente e gratificante”, afirmou Lorena.

A programação da Luta Antimanicomial teve ainda palestras no CAPS com psicólogos do município e atividades fisioterapêuticas dirigidas a familiares e usuários do centro.

Na quinta-feira (16), os usuários participaram de uma exposição de artes no CAPS de Monteiro.

 

Ascom

16/05/2019