Search
quarta-feira 23 setembro 2020
  • :
  • :

Sumé sedia seminário do Projeto “Paraíba Rural Sustentável” e é anunciada como sede do Cooperar no Cariri

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds) e do Projeto Cooperar realizou nesta quarta-feira (18), no Ginásio de Esportes Municipal, em Sumé, o Ciclo de Seminários de Divulgação e Informações do Projeto “PB Rural Sustentável”, que poderá contemplar 222 municípios paraibanos da zona rural ou que vivam em pequenos aglomerados urbanos com até 2,5 mil habitantes.

Ao todo, serão investidos R$ 320 milhões, sendo R$ 200 milhões do Banco Mundial e R$ 120 milhões com contrapartida do Governo do Estado e das comunidades, beneficiando mais de 165 mil pessoas.

Os investimentos deverão ser feitos em implantação de abastecimento de água completo, com perfuração de poços, tratamento e distribuição até a casa do beneficiário; abastecimento de água simplificado (poços dessalinizadores, chafarizes e cisternas); e tecnologias e práticas agropecuárias, melhorando a convivência dos beneficiários com as vulnerabilidades agroclimáticas. Outra vertente dos investimentos será o apoio às Alianças Produtivas através de Associações e Cooperativas de produção, na gestão e acesso a mercados.

Estiveram participando do evento o secretário de Agricultura Familiar do Estado, Luiz Couto, o coordenador geral do Cooperar, Omar Gama, o coordenador regional do Cooperar no Cariri, Francisco de Assis Delgado, um representante do Banco Mundial, o diretor regional da Emaper, Valmir Azevedo, o prefeito de Sumé, Éden Duarte, o prefeito de São José dos Cordeiros, Jeferson Roberto, o prefeito de Caraúbas, Silvano Dudu, além de representantes dos municípios de Amparo, Camalaú, Congo, Coxixola, , Livramento, Monteiro, Ouro Velho, Parari, Prata, São Domingos do Cariri, São João do Tigre, São Sebastião do Umbuzeiro, Serra Branca e Zabelê.

Na ocasião foi anunciado oficialmente que Sumé será sede do escritório do Cooperar na região do Cariri Ocidental, graças a uma importante parceria do Governo do Estado e a Prefeitura de Sumé.

Os interessados em participar do “Paraíba Rural Sustentável” devem estar lotados em uma entidade legalmente constituída há pelo menos dois anos; a entidade deverá estar adimplente com o Cooperar e outros órgãos; o beneficiário deve pertencer formalmente ao quadro de sócios da entidade; e também pertencerem a comunidades rurais ou aglomerados urbanos com até 2,5 mil habitantes.

Terão prioridade de acesso ao Projeto “Paraíba Rural Sustentável” comunidades indígenas, quilombolas e comunidades atingidas por barragens; comunidades com maior número de famílias chefiadas por mulheres; comunidades com dificuldades de acesso à água; comunidades que tenham deficiência de água em quantidade e/ou qualidade.

19/09/2019