Search
quarta-feira 23 setembro 2020
  • :
  • :

Funasa promove em Sumé capacitação em controle de qualidade da água para os técnicos dos municípios do Cariri

A Funasa está na cidade de Sumé realizando uma capacitação de técnicos municipais para a implantação do Sistema Salta – Z.  A oficina acontece nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, no auditório da Secretaria Municipal de Educação. A ação visa apoiar a construção do conhecimento dos participantes no monitoramento da qualidade da água para o consumo humano.

O Salta – Z é um sistema simplificado de abastecimento de água para pequenas comunidades rurais. Em Sumé, ele vai capturar água bruta do Açude Lambedor e colocá-la em um reservatório de 5 mil litros diários, para processamento e retirada das impurezas, para ser distribuída à população.

Em paralelo à oficina de Sumé, um operador também está sendo capacitado no próprio local do sistema para operacionalizar o sistema de controle, qualidade e análise da água da unidade para que seja distribuída com segurança para beber e cozinhar.  

Ressalte-se que essa é mais uma demanda apresentada no Orçamento Democrático de Sumé para ser realizada em 2020 e já está sendo antecipada.

O prefeito Éden Duarte, que esteve presente na abertura da oficina, destacou a parceria exitosa que a Funasa tem no município, com investimentos de quase R$ 10 milhões em várias ações, a exemplo do projeto rede de esgotamento sanitário, substituição de casas de taipa por casas de alvenaria, melhoria sanitária domiciliares (construção de banheiros), abastecimento de água, convênio para educação ambiental e correta utilização da área e agora com a implantação do projeto Salta – Z.  Segundo Éden, tudo isso só é possível, graças à credibilidade que o município tem junto a instituição e também porque consegue executar as ações, conforme previsto nos convênios.

O público participante da oficina é composto por técnicos da atenção básica, vigilância epidemiológica, vigilância ambiental, agentes comunitários de saúde, agentes de controle de endemias, representantes de comunidades de Sumé, Gurjão, Juazeirinho, Santo André e Camalaú. Eles serão responsáveis por multiplicar as ações educativas em saúde ambiental, visando a sustentabilidade da disponibilização da água segura proveniente de soluções alternativas de abastecimento em seus respectivos municípios.

 

Ascom PMS

10/12/2019