Search
domingo 20 setembro 2020
  • :
  • :

Abate de animais no Matadouro Público de Sumé é suspenso temporariamente e Prefeitura explica como atenderá os trabalhadores do local

Mesmo o Matadouro Público de Sumé ter passado por um processo de reformas e adaptações, a Justiça da Comarca de Sumé decidiu, de forma liminar, interditar o Matadouro Público do Município. Na avaliação da Prefeitura, a decisão liminar não avaliou as várias melhorias que foram realizadas nos últimos meses, tendo se baseado em relatório da Sudema que remonta a período anterior às melhorias. O Município de Sumé irá recorrer da decisão, uma vez que, tem feito as reformas necessárias em conformidade com os órgãos competentes.

Desde o dia 9 de maio de 2011, o atual prédio do Matadouro Público Municipal estava sob título de domínio da iniciativa privada, quando através da Lei Municipal n° 1.034∕2011 foi feita uma permuta entre a Prefeitura e um agente privado, após esta lei, houve embargo judicial sobre esta permuta, impossibilitando a Prefeitura de Sumé de investir na construção de um novo abatedouro ou  mesmo reformar o atual. Em 26 de junho de 2019 entrou em vigor a Lei Municipal n° 1.313 que desfez a permuta, voltando a área a pertencer ao patrimônio municipal, o que permitiu que fossem feitas várias adequações no espaço.

O prefeito Éden Duarte afirmou que continua lutando na justiça para que o Contrato de Repasse n° 827564∕2016, firmado com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, não seja cancelado. O contrato, no valor de R$ 1,2 milhão, foi firmado para construir e equipar um novo abatedouro, que na oportunidade seria construído na área que fora permutada com um particular. Éden também tem trabalhado também junto a parlamentares estaduais e federais, na busca de novos recursos para a reforma do matadouro ou construção de um novo prédio.

Nessa quarta-feira (27), Éden se reuniu com marchantes, abatedores, processadores de vísceras e demais trabalhadores diretos e indiretos do matadouro público para discutir um plano de ação, de maneira que o abate ocorra no Matadouro Público de algum município da região.

Na reunião ficou acordado que estes trabalhadores farão uma visita em alguns matadores públicos de cidades vizinhas para conhecer os locais, definindo onde ficará sendo feito o abate, a Prefeitura disponibilizará um caminhão para o transporte dos animais e um caminhão frigorífico para o transporte das carnes. O prefeito Éden disse também que já está conversando com alguns prefeitos da região tratando do assunto até que o matadouro de Sumé volte a funcionar.

 

Ascom PMS

28/05/2020