Search
quinta-feira 29 setembro 2022
  • :
  • :

Prefeitura de Sumé entrega Praça do Chaves e mais duas ruas pavimentadas na Várzea Redonda

Visando proporcionar lazer aos moradores do bairro da Várzea Redonda, a Prefeitura de Sumé, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos, inaugurou nessa quinta-feira, 22, a Praça denominada de “Severina do Chalé”, localizada na Vila do Chaves.

Na solenidade, o prefeito Éden Duarte entregou também a pavimentação das ruas, Sebastião Silvestre da Silva e Leôncio Samuel Pereira, que ficam no mesmo local. “Para além de embelezar a cidade, o nosso povo merece espaço como esse para conviver socialmente. Para mim, é muito gratificante proporcionar ações como essa onde as pessoas possam ter qualidade de vida, ficar em paz, sentir o vento no rosto, ver as crianças brincando”, declarou Éden, que afirmou ainda, “a minha missão será sempre essa: cuidar das pessoas”.

A praça “Severina do Chalé” foi construída com recursos próprios no valor de R$ 49 mil, oriundos da devolução de recursos da Câmara de Vereadores, na época em que o vereador Leônidas Albino (Bomba) foi presidente da casa.

Presente na cerimônia, Bomba ratificou o compromisso de continuar trabalhando pelo bem dos menos favorecidos e agradeceu ao prefeito Éden pela execução da obra.

Severina Maria da Conceição, mais conhecida como Severina do Chalé, é natural do Rio Grande do Norte. Foi casada com Severino Antônio, com quem constituiu família. Chegou na cidade de Sumé por volta do ano 1953 e no bairro da Várzea Redonda construiu um Chalé, onde fixou moradia. Dotada de um espírito aguerrido, caridoso, vibrante e acolhedor, dona Severina ficou viúva muito jovem, mesmo assim não deixou que esse fato tirasse a sua alegria de viver. Como boa dançarina que era, durante muito tempo ela encantou a todos que participavam do tradicional forró, que ocorria as segundas-feiras, na Praça Adolfo Mayer, com o tocador sumeense, Júlio Preto. Certo dia, ele recebeu a visita do amigo Zé Marcolino, que viu Severina dançando com desenvoltura. Logo não resistiu ao gingado dela e a chamou para dançar boa parte do forró. A partir desse encontro, surgiu a música “Bota Severina pra moer”, um clássico da música nordestina, escrita por Zé Marcolino e Zé Mocó, regravada por grandes nomes como Dominguinhos, Mastruz com Leite entre outros artistas.  Severina do Chalé faleceu em 08 de março de 2009, deixando um legado de alegria, amor e carinho, sendo um orgulho para todos os que conviveram com ela, principalmente os familiares e amigos.

“Eu estou muito feliz por essa homenagem que a prefeitura faz a minha avó, ela foi uma pessoa muito humana, extrovertida, e principalmente que gostava de dançar, forró, quadrilha. Ela deixou um legado de alegria, bondade e amor no coração”, disse Madalena Menezes, neta de dona Severina do Chalé.

“É uma justa homenagem. Eu sou muito grato por essa oportunidade de poder entregar essa praça com o nome de dona Severina do Chalé, uma mulher que para além de sua história de luta pessoal e familiar, ficou eternizada na letra da música do compositor e poeta, Zé Marcolino, e agora o seu nome será sempre lembrado aqui na Praça, assim eu estendo meu agradecimento aos seus familiares e amigos, pelo carinho e gratidão”, declarou Éden.

A solenidade contou ainda com a presença de familiares da homenageada, de representantes do Legislativo sumeense, Antônio Carlos Sarmento (presidente), Daniel Lêla e Bomba, dos secretários municipais, Giancarlo Braz (Obras e Serviços Urbanos), Tanniery Lêla (Saúde), Branco Xiliu (Cultura, Esportes e Turismo), Heleno Júnior (chefe de Gabinete), Geraldinho Feitosa (ex-vereador e líder comunitário), além de populares.

 Dúvidas e Informações:

83 – 9 9412 7224 (Secretaria de Obras e Serviços Urbanos)

0800 083 1403 (Ouvidoria)

ouvidoriamunicipaldesume@gmail.com

Ascom

23/09/2022