Search
sábado 19 setembro 2020
  • :
  • :

Secretaria de Saúde de Sumé mantém vigilância contra o mosquito da dengue

A Equipe de Controle de Endemias do Município de Sumé continua a seguir religiosamente as normas e recomendações do Ministério da Saúde com a realização de visitas bimestrais em todos os imóveis localizados na zona urbana do município e em localidades com características urbanas, como é o caso do Distrito de Pio X.

A Secretaria Municipal de Saúde está com muitas ações voltadas ao combate do novo coronavírus, sem deixar de executar as demais demandas da pasta. Um exemplo são as atividades voltadas ao combate do mosquito da dengue. Em nenhum momento estas atividades foram suspensas. Desde o mês de janeiro já foram realizadas pelos Agentes de Controle de Endemias, 24.090 visitas domiciliares, visando a identificação e eliminação de focos de reprodução do Mosquito Aedes Aegypt.

Com estas visitas foram identificados e eliminados 431 focos do mosquito e de acordo com a Secretaria de Saúde, todos estes focos se encontravam no interior dos imóveis ou na área de domínio, como quintais e jardins.

Em Sumé, de janeiro até o momento, foram investigados 08 prováveis casos de Dengue, tendo sido 01 confirmado, 06 descartados e 01 segue em investigação. Também houve o registro de 01 caso de Chikungunya e nenhum caso de Zika Vírus.

No Brasil, o 22º Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria de Vigilância em Saúde/Ministério da Saúde (disponível em https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/May/29/Boletim-epidemiologico-SVS-22.pdf ), já foram registrados desde a 1ª semana até a 21ª semana epidemiológica, 778.400 casos prováveis de Dengue com 342 óbitos confirmados. No caso da Chikungunya foram registrados, neste período, 34.751 casos com 08 óbitos e no mesmo período foram registrados 3.509 casos de Zika Vírus, sem nenhum registro de óbito.

Com as recentes chuvas caídas no município, a Secretaria de Saúde de Sumé reforça à população os cuidados que se deve ter também contra o mosquito Aedes Aegypti, adotando medidas em casa para eliminar os possíveis criadouros, como esvaziar garrafas, pneus, latas e outros recipientes que possam manter água parada é fundamental.

Ascom PMS

09/06/2020